terça-feira, 14 de junho de 2011

.#A HISTORIA DOS DREADS


Pensando em todas essas histórias (e informações) que por muitos anos ficaram perdidas ou apenas na memória de algumas pessoas, não tem como deixar de pensar em ancestral... Em mais uma cultura que por muito pouco não foi apagada da história. Nossa história!

Os dread Locks voltaram com tudo, entre altos e baixos, posso afirmar que hoje estamos no auge, mas me parece que isso pouco tem a ver com cultura, com ancestralidade... mas uma pergunta sempre fica no ar:

Quantas pessoas vocês não conhecem de dread?E você ai,tem dread porquê é bonito, porque está na moda,na novela,na passarela ou porquê é a tua cultura e você tá afim de gritar(como a menina do black,como o cara de trança...) que seu cabelo também é lindo?





ESTES SÃO DREADS MAIS FACÉIS DE USAR E CUIDAR, MAS TEMOS OUTROS QUE SÃO ORIGINAIS DA ANTIGUIDADE...





Dreadlocks
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


O dreadlock é uma forma de se manter os cabelos que se tornou mundialmente famosa com o movimento rastafari, consiste em bolos cilíndricos de cabelo que aparentam "cordas" pendendo do topo da cabeça.
Os dreadlocks também podem ser chamados de locks, ou simplesmente dreads.

Ao contrário do que se pensa, os dreadlocks não nasceram com o movimento rastafari e com Bob Marley, o uso de dreads é tão antigo que se torna impossível datar corretamente quando começaram a ser utilizados.
Mas o que se sabe é que povos que habitavam a região da Índia foram provavelmente os primeiros a se utilizar dos locks principalmente por uma questão de praticidade: os cabelos tornavam-se longos e era extremamente difícil corta-los, então, deixavam que se enrolassem e com o óleo natural do couro cabeludo torciam os cabelos para que conservasem uma forma cilíndrica, que diminuía o volume e tamanho do cabelo original.
Porém os dreadlocks tornaram-se famosos com o movimento rastafari.
Os rastafaris não cortam ou penteam os cabelos por motivos religiosos, baseando-se em citações bíblicas.


É fato que na época em que surgiram representavam um sério risco de higiene, a se tratar pelos padrões de hoje, mas atualmente esta concepção não é absoluta, sendo a higiene comparada à pessoas sem os dreadlocks.
Existe, assim como com qualquer cabelo, há quem tenha os dreadlocks limpos, e quem os tenha sujos. Isso é apenas uma questão de gosto do usuário, pois apesar de acarretar mais trabalho por parte do dono do cabelo, mante-los limpos e lavá-los todos os dias é plenamente possível, e inclusive praticado por grande parte dos adeptos deste estilo.
Tratar de dreads é um pouco diferente do trato de cabelos sem dreads, porém é preciso tomar um cuidado especial em secar o cabelo, pois a umidade pode gerar um acúmulo de fungos que causam o mau cheiro.






Talvez por fugir drasticamente dos padrões de beleza adotados pela maioria da população ou talvez pela associação do estilo ao consumo de cannabis, o usuário de Dreads sofre um imenso preconceito na maioria dos Países.
O adepto deste estilo pode ter severos problemas para conseguir emprego, e quando o trabalho exige relação direta com o cliente é mais difícil conseguir a vaga.

3 comentários:

  1. Infelizmente quem usa Dreds sofre muito preconceito. Alguns conhecidos próx qdo falamos do assunto, fala que passa imagem de sujo... olha q cabeça oca... tenho amigo, formado em Adivocacia, tem a OAB, mas ñ acha emprego devido aos Dreds.. tds pedem p ele tirar, ai ele optou em abrir seu próprio escritório, pois se nega abrir mão de seu estilo. Talvez se ele alisasse o cabelo, seria mais aceito.. até qdo teremos q abrir mão da identidade negra p ñ viver a margem da sociedade..

    http://souldestilo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Muito bom...

    Ainda espero vc no Renajune.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. MINHAS OBRAS CULTURAIS

    LANÇAMENTO DA REVISTA DO CINEMA MACHADENSE (1911-2005)
    (Machado Town´s Cinema History Release 1911-2005)
    http://www.youtube.com/watch?v=msoR2iUr-8M

    ===============================================
    MINHAS OBRAS CULTURAIS
    (My cultural works)
    http://www.youtube.com/watch?v=5gyGLdnpuvQ

    ==============================================
    EPISÓDIO CULTURAL ENTREVISTA GISELE FERREIRA (Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas-MG/Brasil)
    Cultural Episode Fanzine interviews Gisele Ferreira from the (National Book Exposition in Poços de Caldas Town-MG/Brazil)
    http://www.youtube.com/watch?v=jIQ_LE6qCfU

    =============================================================
    PESADELO PSICODÉLICO (meu primeiro curta-metragem)
    (Psychodelic Nightmare) my first short film
    http://www.youtube.com/watch?v=jIQ_LE6qCfU

    ResponderExcluir